Nós Ligamos (11) 99800-0294 Falar no WhatsApp (19) 99721-3959

Maconha (Uso Medicinal Versus Uso Recreativo)

Maconha (Uso Medicinal Versus Uso Recreativo)

    Estamos aqui desmistificando uma crença que se tem de que a maconha (Cannabis Savita) não faz mal, de que a maconha cura doenças, de que a maconha é a solução para vários problemas medicinais e que ela deve sim ser usada como entretenimento. Muitos pensam que sim, mas vamos aqui aos fatos.

    O uso da maconha acarreta inúmeros problemas a saúde. Devido ao alto índice de amônia quando prensada (substância altamente cancerígena), ela traz sérios problemas a saúde, e mesmo quando usada em natura, ela ainda possui certa de 5 vezes mais nicotina que o cigarro, tornando-a uma erva extremamente viciante, sem contar que o uso da maconha a longo prazo causa esquizofrenia e outras comobidades.

    Os países do eixo europeu que legalizaram a erva, tiveram um extremo crescimento de seus usuários recreativos, que podemos também considerar que muitos deles apenas estavam no anonimato e apareceram depois dessa descriminalização. Em contra partida também tivemos nesses mesmos países um surto de envolvimento com outras drogas consideradas pesadas, o que nos leva a acreditar na hipótese desses indivíduos que já faziam uso da maconha terem evoluído para drogas mais pesadas, quer por curiosidade, quer pela maior facilidade em conseguir as mesmas, visto por exemplo que na Holanda foram criadas até mesmo as famosas praças do "pico", para atender usuários de heroína e outras drogas injetáveis.

    Hoje temos nesses países uma desmotivação e até mesmo a proibição novamente, como também um controle super rigoroso desses usuários, tendo eles encontrado em seus ambientes de "lazer", pessoas que eram de países vizinhos onde eram proibidas tais drogas, fazendo uso dessa legalidade para pegar uma condução e se deslocando para passarem um "final de semana muito louco".

    Quero aqui resaltar que existem sim benéficos no uso da maconha, mas com o THC (Tetra Hidro Canabinol), que é o princípio ativo da erva, onde ele é usado de forma isolada para produção de medicamentos. Lembrando que a erva em sí, como falamos ai acima, acarreta sérios problemas a saúde.

    Editor: Roberto Oliveira.

Copyright © 2015 -2018 Clínicas Vitta. Todos direitos reservados.
Site produzido por: SITESP.NET

clínica Evangélica para Tratamento da Dependência Química, clinica evangélica, clínica de recuperação, clinica de reabilitação, clínica de recuperação em São Paulo sp, clínica de reabilitação em São Paulo sp, tratamento dependencia quimica, tratamento alcoolismo, Clínica para Alcoólatras, Tratamento Contra Dependência do Crack, Tratamento Contra a Depressão, Tratamento Esquizofrenia, Tratamento Sindrome do Pânico